Fotojornalismo

Gênero de jornalismo em que a fotografia é primordial na veiculação das notícias


PF deflagra Operação Hefesta que apura desvios (11 milhões) em museu para Lula

A Polícia Federal deflagrou a Operação “Hefesta” para interromper suposto esquema de superfaturamento de preços e desvio de recursos públicos na construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador, em São Bernardo do Campo (SP), idealizado pelo prefeito do município, Luiz Marinho (PT), para homenagear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dinheiro aprendido por volta de 300 mil reais

Deflagrada nesta manhã para apurar as suspeitas de desvios de R$ 11 milhões nas obras do Museu do Trabalhador. Dinheiro aprendido por volta de 300 mil reais.

A procuradora Fabiana Rodrigues de Souza Bortz durante coletiva na sede da Polícia Federal, em São Paulo (SP), nesta terça-feira (13). Deflagrada nesta manhã para apurar as suspeitas de desvios de R$ 11 milhões nas obras do Museu do Trabalhador, em construção em São Bernardo do Campo para homenagear o movimento sindical do ABC paulista que deu projeção ao ex-presidente Lula, a Operação Hefesta apreendeu R$ 300 mil em dinheiro em espécie com os empresários investigados, além de carros de luxo.

Fabiana Rodrigues de Souza Bortz

A procuradora Fabiana Rodrigues de Souza Bortz durante coletiva na sede da Polícia Federal

O delegado Rodrigo de Campos Costa durante coletiva de imprensa na sede da Polícia Federal, em São Paulo (SP), nesta terça-feira (13). Deflagrada nesta manhã para apurar as suspeitas de desvios de R$ 11 milhões nas obras do Museu do Trabalhador, em construção em São Bernardo do Campo para homenagear o movimento sindical do ABC paulista que deu projeção ao ex-presidente Lula, a Operação Hefesta apreendeu R$ 300 mil em dinheiro em espécie com os empresários investigados, além de carros de luxo.

Rodrigo de Campos Costa

O delegado Rodrigo de Campos Costa durante coletiva de imprensa na sede da Polícia Federal, em São Paulo (SP), nesta terça-feira (13).

O advogado Israel Reis de Carvalho durante coletiva de imprensa na sede da Polícia Federal, em São Paulo (SP), nesta terça-feira (13). Deflagrada nesta manhã para apurar as suspeitas de desvios de R$ 11 milhões nas obras do Museu do Trabalhador, em construção em São Bernardo do Campo para homenagear o movimento sindical do ABC paulista que deu projeção ao ex-presidente Lula, a Operação Hefesta apreendeu R$ 300 mil em dinheiro em espécie com os empresários investigados, além de carros de luxo.

Israel Reis de Carvalho

O advogado Israel Reis de Carvalho durante coletiva de imprensa na sede da Polícia Federal, em São Paulo (SP), nesta terça-feira (13).

porshe

Carro apreendido na Operação Hefesta

BMW

Carro apreendido na Operação Hefesta

(Uriel Punk/Futura Press)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PF deflagra Operação Hefesta que apura desvios (11 milhões) em museu para Lula